Bilionários: por que as pessoas tendem a gostar apenas de alguns?

Economiagrandes fortunas

Bilionários: por que as pessoas tendem a gostar apenas de alguns?

Participantes de uma pesquisa mudavam de opinião sobre o quanto um CEO deveria ganhar.

Homem tomando café em hospedagem de luxo. Foto: Ishan@seefromthesky/Unsplash.

Muitas pessoas criticam bilionários por suas riquezas, mas um estudo de pesquisadores das universidades de Ohio e Cornell, nos Estados Unidos, publicado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences mostrou que as pessoas gostam dos bilionários em si, mas não do "clube" dos bilionários.

As pessoas reconhecem o esforço de alguns bilionários para chegar ao topo, mas saber que existe uma parcela da população que já nasceu com privilégios e que não precisou trabalhar para ter essa riqueza faz com que muitas se sintam desconfortáveis com a desigualdade social.

O estudo apontou que as pessoas se sentem mais propensas a apoiar a taxação de riquezas para bilionários em geral, mas, quando se fala em uma personalidade específica, como Jeff Bezos ou Elon Musk, elas se sentem menos propensas a apoiar a cobrança de impostos delas.

Desigualdade salarial

Os participantes da pesquisa mudavam de opinião sobre o quanto um CEO deveria ganhar comparado a outros funcionários, dependendo da forma que a situação era apresentada.

Um grupo foi informado de que o salário dos CEOs das 350 maiores empresas americanas cresceu 48 vezes mais do que o salário do trabalhador comum em 1995 e que atualmente, esses executivos ganham 372 vezes mais. O outro grupo leu a mesma informação, mas sobre um CEO específico, da empresa Avnet.

Os participantes que leram sobre a Avnet, concordaram com a proporção dos salários apresentados, o que mostra maior tolerância com um salário mais alto para quem se encontra no topo da empresa. Diferente de quando um grupo de CEOs é apresentado com um salário muito maior do que o resto dos trabalhadores. Nesse caso, as pessoas já não se mostraram tolerantes.

Outro estudo do grupo chegou à mesma conclusão. Foram mostradas duas capas da revista Forbes, uma com sete das pessoas mais ricas do mundo e outra com apenas um dos bilionários. Os participantes novamente foram mais tolerantes com o bilionário individual, atribuindo a sua riqueza à inteligência e esforço. Já na outra capa demonstraram irritação e desconforto ao verem os sete bilionários juntos.

Segundo um dos autores do estudo, Jack Walker, em entrevista ao site Marketwatch, a maneira como pensamos nas pessoas mais ricas - como um grupo ou individualmente - parece afetar até mesmo nossas preferências políticas.

E você, o que acha dos bilionários e da taxação de fortunas? Conte para a gente nos comentários!

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 21 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://moneynownews.com.br/

Cron Job Iniciado