Inteligência artificial generativa, riscos e oportunidades!

Colunistascolunistas

Inteligência artificial generativa, riscos e oportunidades!

Uma reflexão sobre o futuro da tecnologia e investimentos. 

Uma mão artificial e um cérebro iluminado. Imagem: Freepik.

Primeiro vamos entender as diferenças entre IA tradicional e IA Generativa.

IA tradicional se baseia em regras predefinidas e dados de entrada para fornecer respostas ou resultados, a IA generativa vai além, aprendendo padrões a partir de dados e gerando novas informações que não estavam presentes nos dados originais.

IA Generativa nada mais é que um programa que consegue entender e criar textos, imagens na mesma qualidade que um humano, é treinado ao processar uma grande quantidade de textos, imagens, livros e outras fontes.

O grande diferencial desse modelo foi a facilidade por parte dos usuários, que podiam fazer perguntas como se estivessem conversando com um amigo. Isso resultou em uma explosão de usuários do ChatGPT, que se tornou a mais rápida plataforma tecnológica a alcançar um milhão de usuários.

Gráfico com tempo de aplicativos e plataformas até o alcance de 1 milhão de usuários. Fonte: Statista/Reprodução Internet.

A empresa que desenvolveu o ChatGPT é a Open IA, que inicialmente foi criada como uma organização sem fins lucrativos. Hoje, mudou seu modelo para empresa híbrida de lucros limitados; não tem intenção nesse momento de abrir capital, porém a startup tem a Microsoft por trás - que já injetou mais de 10 bilhões de dólares.

Não devemos esquecer o papel crucial em toda cadeia de produção para tornar o modelo de IA generativa utilizável. Depende de intensivos cálculos estatísticos, realizados paralelamente para otimizar o tempo de processamento. As unidades de processamento gráfico (GPUs) são amplamente utilizadas devido à sua habilidade de executar operações paralelas, tornando-as ideais para os cálculos intensivos necessários na IA generativa. Nesse papel, por exemplo, podemos citar a empresa Nvidia, pois é a principal fornecedora de GPUs e de conectividade de rede que interliga as GPUs.

Em outra parte do processo da cadeia de IA, temos a principal fabricante de chip semicondutores, a TSMC Taiwan Semiconductor Manufacturing Company, cuja principal atividade é a fabricação de chips semicondutores, que são componentes fundamentais em uma ampla gama de dispositivos eletrônicos. A empresa produz esses chips para outras empresas, conhecidas como "clientes de design", que criam os projetos dos chips, enquanto a TSMC os fabrica em suas avançadas instalações de produção. Vale ressaltar que a fabricação de um semicondutor de ponta é o processo industrial mais complexo que o homem consegue fazer hoje em dia.

Confira o conteúdo em vídeo: 


Outro processo na cadeia é a máquina que a TSM utiliza na fabricação dos semicondutores. Essa máquina é fabricada pela ASML e, além de ser muito grande (4 aviões boeing 747 para transportar), demora cerca de 18 até 24 meses para ser montada. São décadas de Investimentos de bilhões em toda cadeia de fabricação. A ASML Holding é uma empresa multinacional holandesa, é a maior fornecedora de sistemas de litografia para a indústria de semicondutores e constrói máquinas para a produção de circuitos integrados. A fábrica está localizada no sul da Holanda que se tornou a empresa de tecnologia mais valiosa da Europa.

Esses são alguns exemplos na cadeia que fomenta essa tecnologia, além de estrutura de construção, provedores de hardware, temos também empresas provedoras de nuvem, modelos de execução e aplicações.

O crescimento exponencial da criação e o uso de modelos de IA generativa naturalmente levam investidores a procurar as melhores opções de investimento. Uma pergunta crucial se destaca no centro do desenvolvimento da IA generativa: onde será gerado o maior valor agregado desta tecnologia revolucionária? Onde devemos investir para aproveitar ao máximo esse avanço?

Um estudo do Morgan Stanley indica que durante as grandes transformações tecnológicas dos últimos 200 anos, as maiores empresas no início da revolução tendem a não ser as líderes após a transição. Os vencedores nem sempre são fáceis de identificar.

Nesse artigo demos alguns exemplos de empresas que podemos investir, porém a cadeia que envolve essa nova tecnologia é muito maior. A questão é onde investir e onde achar oportunidades.

Fontes: WHG / CNN / Canaltech / Morgan Stanley / G1.

*Pedro Moraes é colunista do Money Now News e faz a cobertura de macroeconomia na TS Research.

Disclaimer: O portal Money Now News não faz recomendações de investimentos, nem de compra nem de venda. As informações contidas em nossas reportagens não refletem a opinião do veículo, trazem fatos do universo econômico e replicam falas de pessoas com conhecimento e experiência no mercado. Se você não tem experiência, não opere.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://moneynownews.com.br/

Cron Job Iniciado