Finanças pessoais: saiba quando procurar uma segunda opinião

Seu dinheiroConsultoria

Finanças pessoais: saiba quando procurar uma segunda opinião

Confira esses três fatores para decidir se é preciso buscar ajuda com suas finanças.

Uma consultora trabalhando. Imagem: KristinHardwick/stocksnap.

Consultores financeiros são especialistas em finanças que te ajudam a tomar decisões com embasamento sobre o seu dinheiro. Mas quando pedir uma segunda opinião é necessário?

Assim como ir ao médico e procurar uma segunda opinião para ter uma ideia melhor sobre que atitude tomar, em determinadas ocasiões também é recomendado procurar uma segunda opinião sobre seus assuntos financeiros. Mas os consultores não estão acostumados com seus clientes pedindo opiniões a outros profissionais do mercado.

Segundo H. Kent Baker, professor universitário de finanças da American University, em Washington D.C., nos Estados Unidos, em entrevista ao site Marketwatch, "aconselhar é uma profissão imperfeita". Ou seja: não existe um conselho 100% certo todas as vezes, por isso é bom, em alguns casos, procurar uma segunda opinião, para assim ter uma melhor avaliação do cenário financeiro antes de tomar qualquer decisão.

Saiba quando procurar uma segunda opinião

O site Marketwatch listou 3 fatores para levar em conta ao decidir se é preciso uma segunda opinião em suas finanças.

  1. Nível de confiança: o quanto você confia no seu consultor? Avalie seu nível de confiança nele para decisões de alto risco.
  2. Tempo de relacionamento: se você tem uma relação de anos com seu consultor, provavelmente terá mais confiança nas recomendações dele.
  3. Histórico: leve em conta o quanto você conhece o histórico de seu consultor. Ele é aberto quanto às suas falhas e lições aprendidas no passado? Se sim, além de dar boas recomendações, você terá mais segurança ao conversar com ele.

Consultores financeiros nem sempre estão certos, pois possuem falhas e preconceitos como todos nós. Caso você perceba que seu consultor tem pensamentos preconcebidos que estão prejudicando uma tomada de decisão, é recomendado pedir uma segunda opinião.

Caso seu consultor não faça um plano financeiro personalizado para você e para sua situação, é um sinal para ficar atento. Cada pessoa tem uma necessidade e situação financeira diferente, então o ideal é ter um plano personalizado.

Muitas pessoas procuram uma segunda opinião quando não estão percebendo o lucro esperado em sua carteira, acreditando que talvez fizeram a escolha errada de consultor. Cuidado: esse não é um motivo forte o suficiente para encontrar outro profissional, nenhum consultor poderá te dar certeza de sucesso financeiro.

Derek Tharp, planejador financeiro certificado de Portland, nos Estados Unidos, disse, na mesma reportagem, que as pessoas o procuram para ter uma segunda opinião quando algum evento importante acontece em suas vidas, como um divórcio ou aposentadoria.

Lembre-se: mesmo tendo uma reunião com um segundo consultor, você pode perceber que seu primeiro planejador estava fazendo as coisas de maneira correta, ou poderá ser aconselhado a fazer ajustes que não precisam ser feitos. Sempre analise o quadro geral e seja cuidadoso ao receber uma segunda opinião.

E você, já precisou consultar um especialista em finanças?

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 23 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://moneynownews.com.br/