A marca pessoal na construção da jornada profissional

Seu dinheiroopinião

A marca pessoal na construção da jornada profissional

Confira o artigo do especialista em reestruturação Bruno de Queiroz. 

As pessoas, atualmente, estão cada vez mais preocupadas em mostrar a sua vida. Essa exposição pode ser ativa, quando a pessoa busca a exposição, ou passiva, quando a pessoa é indiretamente exposta por diversas razões. Eu acredito que temos o dever de cuidar da nossa reputação com o objetivo de se certificar que seja uma exposição condizente com a realidade.

Na minha visão, três fatores são fundamentais: transparência, credibilidade e simplicidade. Em resumo, nossa marca deve ser apresentada da forma como somos e num formato simples, sem criação de personagens ou filtros. Isso é essencial para a construção da credibilidade.

A construção de uma marca pessoal é consequência, não deve ser o objetivo. A partir do momento que a pessoa desenvolve suas ações sempre de acordo com os valores e conceitos que acredita, a marca vai sendo construída. Portanto, devemos seguir o que acreditamos, ao invés de fazer algo pensando nos retornos que serão gerados para nossa marca pessoal.

Sempre pensei em construir uma trajetória sólida. No início, não pensava em direcionar minha carreira para área de finanças, foi um movimento natural, decorrente das experiências profissionais que tive no começo da carreira e da minha facilidade em lidar com números. A experiência como consultor de gestão permitiu entender de que forma a gestão financeira das empresas pode alavancar resultados de forma sustentável e perene.

O conselheiro Bruno de Queiroz. Foto: Divulgação.

Ao longo do tempo, fui ampliando minha atuação na área financeira, agregando aspectos relacionados à negociação de passivos, gestão de pessoas e construção de relacionamentos.

Foi um movimento bastante natural e fruto do meu entendimento de que devemos controlar a narrativa sobre nós mesmos. A exposição pessoal é cada vez maior e o mundo digital fez isso se amplificar. Seremos expostos de uma forma ou de outra e acredito que temos obrigação de cuidar da forma como nossa marca pessoal será apresentada, uma vez que o trabalho para construir uma marca é um caminho longo. Por outro lado, destruir marcas e reputações, geralmente, é mais fácil e rápido. Para que isso não venha a acontecer é necessário buscar ajuda de profissionais capacitados nessa área de atuação.

Acredito que as pessoas estão, em geral, mais preocupadas em ganhar seguidores instantâneos a cada interação. Quero ser otimista e acreditar que, aos poucos, as pessoas passarão a entender melhor sua carreira, ter um posicionamento como uma marca relevante no mercado.

*Este é um artigo de opinião e não necessariamente reflete o posicionamento do portal Money Now News. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://moneynownews.com.br/

Cron Job Iniciado