Morre aos 90 anos, Daniel Kahneman

Morre aos 90 anos, Daniel Kahneman

Daniel Kahneman, que nunca fez um curso de economia, mas que foi pioneiro em um ramo psicológico desse campo que levou a um Nobel de ciências econômicas em 2002

Hoje é um dia de luto para a comunidade científica e para todos aqueles que admiravam o trabalho do renomado psicólogo Daniel Kahneman. Aos 90 anos de idade, Kahneman nos deixou, mas seu legado perdurará por gerações.

Ele foi uma figura seminal na área da psicologia e da economia, conhecido por seus estudos pioneiros que desafiaram as noções convencionais sobre como as pessoas tomam decisões. Sua contribuição mais notável foi na fundação da "economia comportamental", um campo que explora como os fatores psicológicos influenciam as escolhas econômicas das pessoas.

Em 2002, Kahneman foi agraciado com o Prêmio Nobel de Economia por sua pesquisa revolucionária nesse campo. Sua abordagem transformadora derrubou a ideia de que os agentes econômicos sempre agem de forma racional, demonstrando que muitas vezes somos influenciados por fatores emocionais e irracionais em nossas decisões financeiras.

Um dos conceitos mais marcantes desenvolvidos por Kahneman foi o da "teoria da perspectiva", que destaca como tendemos a tomar decisões baseadas em nossas percepções subjetivas de ganho e perda. Ao invés de usar cálculos objetivos de valor. Essa teoria teve um impacto profundo não apenas na economia, mas também na psicologia e em muitas outras áreas do conhecimento.

Kahneman não apenas conduziu pesquisas acadêmicas de alto nível, mas também popularizou seus insights por meio de seu best-seller "Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar". Neste livro, ele explora como nossa mente opera em dois sistemas distintos: um rápido e intuitivo, e outro mais lento e deliberado. Esse trabalho oferece conselhos práticos para ajudar as pessoas a tomar decisões mais informadas em suas vidas cotidianas.

Nascido em Tel Aviv em 5 de março de 1934, Kahneman superou desafios desde cedo, tendo sua família emigrado para escapar da Segunda Guerra Mundial. Sua jornada acadêmica o levou de Israel aos Estados Unidos, onde se tornou um dos principais pesquisadores em sua área.

Embora sua partida deixe um vazio na comunidade científica, o legado de Kahneman continuará a inspirar e influenciar futuras gerações de estudiosos. Seus insights sobre a mente humana e o comportamento econômico nos lembram da complexidade e da riqueza do mundo em que vivemos. Kahneman pode ter partido, mas seu impacto perdurará por muito tempo. 

O livro de Kahneman particularmente me ajudou em minha jornada no mercado financeiro e me fez mudar pré-conceiros em relação aos nossos pensamentos quando tratamos de dinheiro. O conheci através de indicação de leitura do Luiz Hota.


 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 24 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://moneynownews.com.br/